Google+ Estou a Conhecer: Março 2016

quinta-feira, 31 de março de 2016

Fechar a porta

Deparo-me com um blogue de uma família que tomou a decisão de deixar tudo para trás e ir dar a volta ao mundo a três. Leio e leio e quanto mais me envolvo nesta nova jornada deles mais penso nas minhas jornadas e escolhas feitas até agora.
A vida de facto é uma surpresa e quando tu menos esperas ela dá uma volta que te deixa noutro lado, noutro sítio, noutra situação que tu não estavas nada mas mesmo nada á espera.
A decisão deles de deixar empregos bons e estáveis para trás, uma vida normal e pacata de qualquer família recém criada para trás, o certo pelo incerto, não é para qualquer um.

O dia de fechar a porta está para breve. O dia que escolhi deixar o certo para tomar o incerto está quase aí.

Foram 11 anos de dedicação a algo que não era meu mas que tentei tomar como parte de mim.
Durante esses 11 anos tornei-me o que sou hoje. Independente, confiante, crente e orgulhosa da minha pessoa. Ao fim destes 11 anos fizeram questão de me mostrar que eu valia menos ainda do que a secretária que tinha entrado há 4 meses. Imaginei um fim muito diferente, mas foi este que recebi.
Hoje pergunto-me o porquê de me ter dedicado tanto a algo que não era meu.
Sempre fui assim. Sempre dei mais do que recebi. Está no meu ser, é uma das minhas características.
Anos antes dei 9 anos da minha vida a uma pessoa que depois se deu a outra.
Procurei paz, sossego para mim.
Meterem-se comigo novamente prometendo mundos e fundos e iludindo-me que agora é que era. Tempo de muita mentira e traição que só depois consegui constatar. Caso de polícia, mas a vergonha foi maior e não cheguei a apresentar queixa.

Já consegui ultrapassar em parte esta grande alhada em que me meti mas ainda tenho muito a penar até voltar a ter a independência que tinha. Para ajudar a toda esta desgraceira aconteceu a "morte" do meu melhor amigo que já aqui referi (a que originou o fechar desta porta aqui falada). Tomei uma decisão, muito difícil, mas tomei. Não sei o que o futuro me reserva. Tenho medo sim, muito medo mas também tenho muita ânsia para que ele aconteça e estou preparada para ele.

Tomei uma decisão e estou muito orgulhosa dela. O caminho mostra-se risonho e não o vou deixar escapar. Espera-me um ano de muitas lutas e estou pronta para ele. Espero ser desta o regresso de vez aqui ao local ♥
imagem 1: uns dos últimos DIY feitos por mim, reciclagem de moldura antiga e almofadinha Tilda.
imagem 2: um dos primeiros trabalhos deste ano e as primeiras flores desta primavera.

terça-feira, 1 de março de 2016

Querido Leo

Leo
Há anos que eu acho que este prémio já te devia ter sido atribuído. Finalmente chegou o dia.
Foste o ídolo da minha adolescência, a manteiga do meu pão, sonhei voar nos teus braços vezes sem fim. Titanic, o único filme que me fez ir ao cinema mais que uma vez repetir o filmefora as vezes que já o vi por casa. Decorei as músicas todas. Ainda hoje as vou cantarolando já e logo. A Praia habitava nas minhas mais românticas e selvagens memórias e preenchia os meus imaginários de adolescente apaixonada por um menino lindo de morrer e talentoso que eu sonhava encontrar logo ali ao virar da esquina (impossível de acontecer na cidade de Braga digamos)...
Jack, Gatsby, Jordan, Hugh... enfim qualquer um deles servia para me fazer sonhar há uns 20 anos atrás e... agora, já, neste momento...
blue shirt          sunglasses          pink blazer

oscar