Google+ Estou a Conhecer

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Feliz é quem...


... consegue viver sem se chatear com o dia a dia!

Sim, pode não parecer mas a felicidade é feita do dia a dia. Pequenas coisas do dia fazem com que possamos ser felizes ou não. Receber um mail de uma suposta portuguesa, que aluga um apartamento que tem no Algarve, toda perplexa por perguntar se, por algum motivo, for preciso cancelar a reserva se devolve o valor deixa-me a mim muito mal disposta. Fazer comparações com clientes holandeses que tem, ainda mais mal disposta me deixa! E só por isto, só por isto, já não vê um tostão meu!

Irrita-me estes portugueses que têm mais que uma habitação acharem que o resto do país vive como eles! Que uma família portuguesa média se pode dar ao luxo de reservar umas férias, ter que pagar tudo à cabeça, e se por algum azar da vida não poder ir não vê o tostão de volta! Qualquer pensão hoje faz reservas com cancelamento gratuito e vêm estes portugueses com tostões abusar dos compatriotas porque lhes batem à porta muitos europeus!

Este post que era para ser sobre o que por aqui não se tem passado, à conta deste pormenor do dia, foi basicamente a falar de portugueses que não sabem em que país vivem! Como vêm, feliz é quem consegue passar o dia sem se chatear com estas coisas...


terça-feira, 16 de maio de 2017

Papa Francisco - Fátima 2017

De Janeiro a Maio. Foi este o tempo que passei sem cá vir mas desta vez não podia passar sem vir registar esta experiência da minha vida, da nossa vida!

Para mim como católica praticante, crente e acima de tudo com muita fé na mãe do céu, não fazia sentido deixar passar este acontecimento único no nosso país sem participar nele!
O que nos fez ir a Fátima neste centenário foi sem dúvida a vinda do Papa Francisco! Nós queríamos muito ver um Papa, já que até hoje não tinha acontecido e assim que soubemos, há cerca de 2 anos, que ele vinha cá nem pensamos duas vezes. Sabíamos que queríamos vir sem saber muito bem como, mas a vontade estava lá e viríamos fosse de que forma fosse. A minha mãe já tinha visto São João Paulo II quando ele veio a Braga em 1982. Nós, apesar de frequentar sempre muitas grupos e instituições religiosas nunca surgiu em toda a nossa infância e adolescência esse oportunidade. Agora ela estava nas nossas mãos e não podíamos deixar passar!

A juntar a esta vinda do Papa estavam também as comemorações do centenário e a canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto! Três alegrias numa só ♥

Felizmente apareceu no nosso caminho uma AMIGA que nos ajudou a que tudo se torna-se mais fácil. Tendo onde ficar o resto foi fácil de se ajustar. Como não somos funcionarias publicas teve que se gastar um dia de férias que foi dado com todo o prazer! O resto foi ser o mais práticas possíveis!

Saímos no dia 11 pelas 10 da noite em direcção a Fátima. Com tanto alarido tínhamos muito medo do que íamos encontrar na estrada! Tudo correu bem, sem qualquer constrangimento de trânsito. Creio que devido a tanto alarido fez com que muitas pessoas não fossem com medo do que poderia acontecer!

Com isto tivemos uma peregrinação sem qualquer fila para o que quer que fosse, havia uma azáfama organizada de milhares de peregrinos! Ia já com o espírito preparado para muitos empurrões e chatices mas mais uma vez, mais uma lição para mim, num evento como este só reina amor e paz e foi o que de facto mais me surpreendeu. Todos os peregrinos com um sorriso na cara e prontos a ajudar, ceder passagem! Não houve uma cara torta, uma chatice mesmo nos locais de mais aperto! Todos estavam lá para sentir o amor e a paz e tudo o resto não importava e se em vez de andar rápido se andasse a passo de caracol era só um pormenor, pois ninguém estava ali para se chatear com a confusão mas sim para sentir o espírito que lá se vivia que era de facto maravilhoso e indescritível! 

Penso que mesmo quem não é católico deveria uma vez na vida pelo menos viver uma experiência destas!

Conseguimos ao que nos propusemos a esta visita, fazê-lo 3 vezes! Vimos o Papa 3 vezes e nós com medo de nem conseguir ver uma!!

A primeira vez que o vimos, na estrada já bem perto da entrada do recinto foi uma emoção indescritível. Só o olhar dele enche os nossos corações de amor e alegria! Uma paz e alegria que invadia as ruas! 
Milhares de pessoas todas a gritar e a chamar a atenção do Francisco. O barulho ensurdecedor dos helicópteros. Lenços e bandeiras a abanar em todo o lado. Pessoas a correr nas laterais a acompanhar o Papa móvel. Varandas dos prédios repletas de pessoas. Centenas de forças de segurança, ao longo de todo o percurso de 4km e pouco havia uma força policial de 5 em 5 metros! 
Sem dúvida um orgulho como portuguesa ver esta organização irrepreensível a todos os níveis! Não houve falta de wc's, de comida, facilidade em andar nas ruas... enfim, nada a apontar!

Um dos momentos altos foi a procissão de velas! Arrepiante a entrada de Francisco no recinto. Arrepiante o grupo coral que é sempre fantástico mas que desta vez estava algo assim de maravilhoso e que enchia de tal forma o recinto com os cânticos que era como se criassem uma bolha em volta do recinto onde todos estávamos protegidos e em sintonia com a experiência que estávamos a viver. Como se estivéssemos todos de mãos dadas com Francisco. 

Foram muitas horas de espera, muitas dores no corpo, já sem posição para estar, mas valeu a pena, Muito a pena! 
Acho que vou andar nesta nuvem de amor e alegria por uns bons meses...

Ganhamos mais dois santos, duas crianças!
Eu ganhei uma experiência para a vida!


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

La la land

Lá no La La Land eles tomam escolhas. Escolhas que influenciam as suas vidas para sempre. Nada de novo. O que é novo para mim é a realidade que me mostra a mim, à minha vida pessoal. Se eu não tivesse feito isto mas sim aquilo onde estaria agora? Se em vez de atender aquela dita chamada a tivesse ignorado o que eu teria agora? Se tivesse ouvido a minha intuição e não o meu coração? Muitos Ses me surgiram este fim de semana quando vi este filme. Ao inicio pensei "pronto mais um filme que não entendo porque chegou aos óscares" mas à medida que vamos vendo a magia vai acontecendo.

Assim é a vida, assim são as nossas escolhas que nos comandam e nos trazem onde estamos hoje. O ano passado tomei uma das mais difíceis decisões da minha vida. Este ano vou verificar o impacto que ela teve na mesma.

Nos entretantos vamos andando aqui por esta la la land e sorrindo cada vez mais.

Espero que este filme ganhe tudo!

Isto já é do ano passado. Este ano haverá muitos mais sorrisos :)

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A minha forma Nordic Ware


Há uns meses atrás lá me enchi de coragem (€) e comprei a minha primeira forma Nordic Ware.
A escolha foi difícil mas depois lá me fiquei pela bundt Kugekhopf. Era umas das preferidas e que já estava em vista há muito tempo. 

Passou o Verão todo sem que eu a consegui-se usar mas eis que chega o Outono, por sinal a minha estação preferida, e assim que tive um tempinho toca a dar-lhe uso. As receitas que tenho para ela já fazem fila mas a primeira teve que ser com banana não fose eu aficionada por bolos de banana. Recorri mais uma vez à minha musa inspiradora, a Linda Lomelino, e lá encontrei esta receita MARAVILHOSAAA!!
Experimentem, vão ver que vão voltar a fazer com certeza. Fica um bolo fofo e húmido e o molho é simplesmente viciante. No Natal passado fiz esta e também aconselho, é deliciosa e vai ser umas das próximas a fazer novamente. Devido à Patrícia fiquei fã de alfarroba (obrigada Patrícia :* ) 


Banana bundt cake com molho de caramelo
(receita tirada daqui)

Ingredientes bolo:
420g farinha
2 tsp bicarbonato de sódio
1/2 tsp sal
225g manteiga amolecida
425g acúcar
2 ovos L
250ml creme azedo (eu usei natas com limão)
4 bananas maduras (600-650g) esmagadas

Ingredientes molho:
120g açúcar mascavado
50g manteiga
7 tbsp (400ml) natas
1/2 tsp sal
1 tbsp bourbon ou whiskey (eu não coloquei)

Aquecer o forno a 175ºC. Unte e coloque manteiga numa forma de 2,5 litros. Esta receita não coube toda nesta minha forma bundt. (Coloquei tudo mas depois esbordou e cortei a parte que esbordou da forma) Se não tiverem uma forma grande dividam em duas.
Misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve.
Bata a manteiga e o açúcar ate ficar uma mistura cremosa, cerca de 5 minutos. Adicione os ovos, um de cada vez e bata até ficar cremoso.
Adicione a mistura de farinha aos ovos e ao açúcar. Adicione as banas esmagadas e o creme azedo e misture até obter um mistura cremosa.
Coloque a massa na forma e leve a cozer 50 a 60 minutos ou até espetar um palito e sair seco. Deixe arrefecer 15 minutos na forma e depois desenforme numa rede e deixe arrefecer completamente.

Molho de caramelo
Misture o açúcar e a manetiga numa panela. Leve a lume  médio e mexa até derreter. Adicione as natas e deixe ferver. Baixe o lume e deixe ferver por 2-3 minutos mexendo sempre.
Retire do lume e adicione o sal e o bourbon. Deixe arrefecer ligeiramente, depois rege o bolo com o molho e coloque o restante numa molheira ao lado para se servirem ao comer. Aproveitem ;)


quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Paraíso de verão :: Zona de lazer Poço das Traves

Regresso ao blogue para vos falar/mostrar um paraíso na terra para um dia de convívio ou apenas para passar umas excelentes horas no sossego da natureza a ouvir uma boa música e uns mergulhos já e logo.

A zona de lazer do Poço das traves fica na estrada N103, na freguesia de Ruivães sendo cerca de 50 minutos de Braga lá, dando um total de cerca de 47km.
Fui em pleno mês de Agosto e como poderão ver pelas fotos espaço não faltava. Infelizmente ou felizmente, depende do ponto de vista, ruma tudo em direcção ás praias da Caniçada deixando estas outras pérolas um pouco esquecidas o que para mim é uma delícia :)

Composta por uma praia fluvial, zona de lazer e zona de pic-nic é um local onde certamente quero voltar. Para usufruir dos excelentes assadores que lá tem disponíveis deve-se fazer reserva prévia mas não me parece que seja nada impeditivo e até acho compreensível para evitar roubos e vandalismo, isto porque as grelhas não estão à disposição, é necessário pedir as mesmas.
O parque de estacionamento fica na estrada nacional, tendo mesmo de um dos lados da ponte um pequeno parque de estacionamento. A chegada à zona de lazer é feita por uma descida um pouco íngreme não sendo muito amiga de carrinhos de bebé por exemplo, mas com força tudo se consegue.
A única coisa mais negativa é a zona de banhos que não é muito apropriada a crianças sem companhia. O fundo da mesma é composta por rochas irregulares e escorregadias o que se torna perigoso para elas.
Tirando isto, muito verde, ar puro e natureza no seu melhor é o que poderão encontrar lá. Deixo-vos algumas imagens.